Omnichannel e Cross-Channel nos Laboratórios Farmacêuticos

Omnichannel e Cross-Channel


A Tecnologia da Informação (TI) trouxe-nos uma verdadeira quebra de paradigmas percebida na indústria farmacêutica.

Reflita um pouco:OS SISTEMAS, MUITOS DOS QUAIS AINDA SOB DESENVOLVIMENTO, E OUTROS EM CONSTANTE MANUTENÇÃO, FORAM IDEALIZADOS PARA UMA REALIDADE TOTALMENTE DIFERENTE DO CENÁRIO ATUAL. HÁ APENAS 2 DÉCADAS ESTÁVAMOS PRESOS A ARQUITETURA CLIENTE/SERVIDOR. NÃO EXISTIAM TECNOLOGIAS TÃO BANAIS QUANTO OS SMARTPHONES, TABLETS E AS REDES SOCIAIS. NESTA ÉPOCA HAVIA UM INCIPIENTE COMÉRCIO ELETRÔNICO, ATRAVÉS DO QUAL NAVEGÁVAMOS NA RECÉM 'INVENTADA' WEB.

Talvez esteja aí pensando: 'Sim, e qual é a novidade?' A novidade é que tais tecnologias foram se embrenhando em nosso dia a dia doméstico e comercial, mas não necessariamente no nosso ambiente corporativo.

BIG DATA e o DATA-DRIVEN SOCIETY
O pesquisador do MIT, Alex Pentland, tem esperanças de que a física social nos traga as certezas que as ciências duras, tais como a matemática, física e química trazem. Penltand pensa que o advento do BIG DATA nos capacitará a prever guerras, massacres, epidemias e tendências ainda invisíveis do nosso comportamento. Segundo ele, seremos capazes de criar uma sociedade organizada a partir do BIG DATA.

Hoje vemos e sentimos em toda a sociedade o desejo, por vezes inconsciente, de juntar o “data-driven society” com a onipresente mobilidade. Esse sentimento ainda precisa ser traduzido e percebido corporativamente. As estratégias de marketing, bem como o nosso modo de abordar os nossos clientes precisam estar empregnados dessa percepção.

Omnichannel e Cross-Channel
Apesar do atraso de pelo menos uns 3 anos no domínio do conceito de OmniChannel e Cross-Channel, os softwares existentes atualmente têm a sua serventia, assim como as estratégias de hoje e as que estamos pensando para o próximo ano. Mas ambos, paulatinamente, se tornarão obsoletos.

Se por um lado o BIG DATA nos permitiu revelar informações enterradas em toneladas de dados, mostrando-nos correlações surpreendentes e mudando a nossa maneira de olhar para o nosso modelo de negócio, por outro lado precisamos propiciar uma sinergia completa para os nossos clientes através da integração total dos canais que estes acessam, permitindo que tenha uma experiência única com a marca, não importando qual o meio de compra e contato: Isso é o Omnichannel. A compra do cliente é sinérgica, transita entre e-commercem-commercesocial commercetv commerce. Ou seja, a integração total do online com o off-line.

Mas lembre-se, o mais importante ainda é a integração dos canais.

O nosso Representante tem acesso e suporte total ao nosso laboratório, nos níveis necessários;

O Médico tem contato com a nossa Marca, por meio do Representante;

O Cliente tem acesso Omnichannel, por meio de Redes SociaisGoogle, etc... ao nosso laboratório;

Os PDVs tem capacidade de atender as demandas geradas, e espelham a mesma estratégia até o acesso do Cliente.


Envie os seus comentários, bem como sugestões de artigos. Compartilhes este artigo com outros


Vitrine

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...